WhatsApp

Blog

Veja nossas postagens

Levantamento aponta falta de aço na indústria da construção

Conforme depoimento recente do presidente do SINDUSCOM Vales, engenheiro Roberto Potrick, a falta de aço e demais insumos está impactando no segmento. Para resolver o problema de desabastecimento, a CBIC defende a redução dos impostos de importação do aço. O pedido de intervenção do governo federal foi feito ao Ministério da Economia. Confira a matéria da Agência CBIC.

 

Setor da construção é comprometido pela falta de aço e alta nos preços dos insumos. É o que destaca a matéria veiculada no dia 03 de abril, no MG1, com base no levantamento realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), com mais de 200 construtoras de todo o país, que indica situação de desabastecimento de aço no Brasil.

Essa escassez e o aumento dos preços tem impactado o planejamento da obra e o valor dos imóveis em Minas Gerais.

Pelo levantamento, 84% das empresas indicaram escassez do produto e 82,9% que o prazo de entrega está maior do que o normal. Na pesquisa, o aço é o insumo que mais está em falta e a entrega demora até 90 dias.

Para resolver o problema de desabastecimento, a CBIC defende a redução dos impostos de importação do aço. O pedido de intervenção do governo federal foi feito ao Ministério da Economia.

Segundo o presidente da CBIC, José Carlos Martins, a ideia é reduzir o imposto de importação por um determinado período para o governo dar um sinal ao mercado que está atento e não permitirá o desabastecimento.

 

#cbic #sinduscomvales #aumentodeinsumos #aço #assessoriadeimprensacomproposito

Receba novidades